Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A pandemia do COVID-19 está longe de terminar, cada dia estados e municípios contabilizam mais pessoas contaminadas e, com objetivo de tentar agilizar o diagnóstico e tratamento do agravo da doença, a vereadora Adelaide França (PSB), solicitou ao governador de Alagoas a disponibilidade de exames de Tomografia Computadorizada, para aqueles pacientes que apresentem sintomas da doença, sendo classificados como "SUSPEITOS".

O exame que não apresenta nenhum risco ao paciente, realiza  imagens em 3D do corpo humano, mas especificamente do Pulmão para o COVID-19. Pela tecnologia que possui, o exame tem um valor altíssimo na rede privada.

Unindo a Tomografia Computadorizada, solicitada quando houver indicação médica, juntamente com os testes, a probabilidade do diganóstico precoce do Covid pode evitar o agravamento da doença.

Além da disponibilidade da tomografia, a vereadora solicitou a proibição da realização de fogueiras  e vendas de fogos de artifícios, no período junino. Como justificativa a vereadora relatou o agravamento da situação de pacientes que podem acabar inalando a fumaça produzida, bem como daquelas pessoas asmáticas e alérgicas a fumaça, cuja doença se agrava durante esse período.

Além disso, a queima de fogos pode causar acidentes e queimaduras, fazeendo com que o acidentado procure a rede pública de saúde que já está sobrecarregada com os pacientes de Covid-19.

"Imagine o paciente sem ar, respirando com dificuldade e  inalando a fumaça das fogueiras, sem dúvida vai piorar a situação e vai sobrecarregar a UPA e o hospital com pacientes precisando de oxigênio", além daquelas pessoas alérgicas e queimadas. Disse Adelaide França.

Outros municípios em Alagoas já proibiram a realização de fogueiras, entre eles, Maceió, capital alagoana que é conhecida por realizar um dos maiores São João do Nordeste.