Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A reunião do presidente Jair Bolsonaro com governadores do Sudeste na manhã desta quarta-feira (25) teve bate-boca e discussões sobre questões políticas. Estiveram presente na videoconferência João Doria (São Paulo), Wilson Witzel (Rio de Janeiro) e Renato Casagrande (Espírito Santo), além de alguns ministros.

Segundo informações do jornal O Globo, o momento mais tenso aconteceu quando Doria ameaçou ir à Justiça contra o governo federal caso haja confisco de equipamentos e insumos destinados ao combate do novo coronavírus no estado.

O encontro aconteceu um dia depois do último pronunciamento de Bolsonaro em rádio e televisão. Na ocasião, o presidente defendeu afrouxamento das medidas de restrição à Covid-19 e criticou governadores que atuam na "contramão" do que ele vem pregando ao povo.

Ainda de acordo com a publicação, Bolsonaro foi cobrado a dar exemplo ao paíse e a iniciar negociações com o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para adiar o pagamento das dívídas dos estados.