Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O presidente Jair Bolsonaro voltou a tentar contornar críticas sobre a alta do preço da carne bovina no Brasil. Bolsonaro disse nesta segunda-feira (16) que o País "vai quebrar" se não vender o produto "ao mundo". A declaração foi feita a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

O presidente também repetiu que as agências reguladoras têm autonomia "para o bem e para o mal". "Tem agência que atrapalha um pouco. Não estou reclamando. É a regra do jogo", disse Bolsonaro.

O presidente afirmou que o papel do governo para reagir a agências que "atrapalham" é indicar novos diretores ao final dos mandatos atuais. "Não critiquei agências. Falei que elas têm autonomia", ponderou o presidente.