Divulgação 56e3f3b0 f3ae 47e1 9f06 d3a5fa8a735b

Amanhã (31) é comemorado o Dia Mundial sem Tabaco, e trabalhar a prevenção ao cigarro sempre foi uma grande missão da saúde pública, principalmente em fidelizar aqueles que procuram por tratamento. O tabagismo tem grande impacto sobre a saúde cardiovascular, além de causar dependência física, psicológica e comportamental, semelhante ao que ocorre com o uso de outras drogas.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) o tabaco mata mais de sete milhões de pessoas por ano, das quais cerca de 900 mil são não fumantes que morrem por respirar o fumo passivo. O tabagismo tem grande impacto sobre a saúde cardiovascular, além de causar dependência física, psicológica e comportamental semelhante ao que ocorre com o uso de outras drogas. A campanha deste ano alerta para as doenças cardiovasculares ligadas diretamente ao uso do tabaco.

Em Palmeira dos Índios, o fumante que deseja deixar o cigarro pode procurar o Núcleo de Atenção ao Fumante (NAF) da Secretaria Municipal de Saúde de Palmeira dos Índios. Recentemente os núcleos de tratamento se expandiram para a Unidade Básica de Saúde Denilma Bulhões e para o Polo de Saúde Indígena. O NAF tem a finalidade de ofertar tratamento gratuito para tabagistas que desejam parar de fumar. O tratamento ocorre em grupo, que é conduzido por uma equipe multiprofissional, composta de médico, psicólogo, assistente social, nutricionista, fisioterapeuta e profissional de Educação Física. O grupo tem duração total de um ano e é pautado por intervenções baseadas na terapia cognitivo-comportamental e apoio medicamentoso.

Os resultados dos grupos realizados em Palmeira tem sido satisfatórios: o NAF foi implantado no município em 2010 e, com relação aos resultados obtidos com o tratamento realizado na Secretaria Municipal de Saúde, até o final de 2017, já haviam sido realizados 17 grupos de tratamento do tabagismo. Isso representa um total de 229 pessoas atendidas e acompanhadas; destas, 124 (54%) pararam de fumar ao longo do tratamento.

O coordenador do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) da SMS Everson Melo explica como o fumante deve proceder para fazer participar dos grupos de tabagismo. “Atualmente há quatro grupos de tratamentos em andamento, sendo dois na Secretaria Municipal de Saúde, um na UBS Denilma Bulhões e um no Polo de Saúde Indígena. Os interessados em realizar o tratamento devem procurar algum dos locais supracitados para obter mais informações. Valendo ressaltar que eles deixarão o nome e telefone de contato para que, posteriormente, sejam chamados para participar dos próximos grupos, que devem iniciar no segundo semestre de 2018, pois não é possível ingressar em grupos em andamento, uma vez que o tratamento tem uma sequência e duração de um ano”, disse Everson.