Reprodução 4bb8f07b 3282 479d 8799 5e37741a8bf2

A paraguaia Adolfina Camelli Ortigoza, de 21 anos, foi mantida em cativeiro dentro de sua própria casa pelo marido, Pedro Heriberto Galeano, de 32. Com ciúmes da mulher, Pedro a prendeu durante doze dias, ameaçando-a. A violência começou quando ele investigou a conta do Facebook dela. O marido batia em Adolfina toda vez que via alguém curtindo ou elogiando fotos da paraguaia na rede social. Ela ficou com o rosto desfigurado e teve de passar por cirurgias de reconstrução facial