Reprodução 09937c23 b4e9 4bf3 99e9 680d6aa9001f

O coral de crianças da Escola Municipal Tradutor João Sampaio emocionou servidores, magistrados e desembargadores que participaram do lançamento do projeto Natal Solidário 2017. Interpretando a música ‘Então é Natal’ na Língua Brasileira de Sinais, os pequenos estudantes representaram as 155 crianças que escreveram cartinhas para o Papai Noel e terão os seus pedidos atendidos pelos membros do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) na oitava edição da campanha. A abertura da ação solidária, cujo tema deste ano é “Adote o sonho de uma criança”, aconteceu na manhã desta sexta-feira (10), no Pleno do Tribunal.  

    A ação, realizada pela Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal), por meio do Programa Cidadania e Justiça na Escola (PCJE), já foi abraçada por todo o Judiciário alagoano e conta com o apoio do presidente Otávio Leão Praxedes, que participou do evento. Segundo ele, a campanha carrega um grande simbolismo e toda a equipe da Esmal está de parabéns por conduzir a atividade de forma tão organizada. “Com a presença dos estudantes, lembrei de quando eu era criança na minha cidade de origem, União dos Palmares, e passava a noite de Natal esperando o Papai Noel chegar. Acolher uma carta, um sonho, nos faz refletir sobre o amor ao próximo”, afirmou. 

    Para participar da campanha, basta que os membros do Judiciário se dirijam à Árvore Solidária, montada na recepção do Tribunal, e escolham uma das cartinhas escritas pelas crianças, que têm idades entre sete e nove anos. As cartas estarão disponíveis para adoção até o dia 24 de novembro e, em cada uma delas, há três opções de presentes que as crianças gostariam de ganhar nas festas de final de ano. As sugestões vão de material escolar até brinquedos, passando por equipamentos eletrônicos e livros. 

    “A alegria das crianças é o que nos motiva a seguir com essa campanha ano após ano. Por meio do Natal Solidário encerramos o ciclo anual de atividades do PCJE, que promove a integração entre o Judiciário e a comunidade escolar,”, observou Fernando Tourinho de Omena Souza, diretor-geral da Esmal. O desembargador aproveitou a oportunidade para agradecer  o apoio que o presidente Otávio Praxedes dedica à Escola da Magistratura. 

Adote o sonho de uma criança

    O juiz Anderson Passos, coordenador do PCJE, salientou a importância do envolvimento das pessoas para que a campanha obtenha o mesmo êxito dos anos anteriores. “Contamos com a empatia, a solidariedade e o espírito natalino de todos para que essas crianças tenham o Natal que merecem. Quando doamos um presente, nós  é que somos presenteados”, ressaltou. 

    Bastante satisfeita porque a escola que dirige será a beneficiada do Natal Solidário de 2017, a professora Regina Célia da Silva falou sobre as dificuldades que as crianças enfrentam diariamente. Segundo ela, a maior parte dos meninos e meninas é muito carente e suas famílias não têm condições sequer de comprar roupas e alimentos. “As crianças estão muito ansiosas e felizes com a participação na campanha, perguntam sobre o Papai Noel e vivem um momento muito bonito de fantasia”, comentou. 

    Virgínia Ferreira, coordenadora de programas e  projetos  educacionais da Secretaria Municipal de Educação de Maceió, também esteve presente no lançamento da campanha e elogiou a aproximação da Justiça com a sociedade. 

    O Cerimonial do TJ/AL e o PCJE, na Escola da Magistratura, receberão as doações até o dia 29 de novembro. Quem irá entregar os presentes para as crianças será o Papai Noel, no dia 7 de dezembro, no auditório da Esmal, situada na Rua Cônego Machado, nº 1.061, no bairro do Farol, em Maceió. Os membros do Judiciário poderão participar da festa de Natal e confraternizar com os estudantes.